16 de dezembro de 2009

POLIPÓDIO

O polipódio é um feto em que a planta adulta constitui o esporófito. Em determinadas alturas do ano, observam-se na página inferior das folhas, pontuações granulosas, denominadas soros, que são grupos de esporângios. Estes contêm as células-mães dos esporos que, por meiose (pré-espórica), originam esporos haplóides morfologicamente iguais (espécie isospórica).
A ruptura do esporângio permite a dispersão dos esporos, que caindo na terra germinam e dão origem ao protalo (gametófito), que possui vida livre mas limitada. Nesta estrutura diferenciam-se gametângios que originam os anterozóides flagelados e as oosferas. A fecundação, dependente da água, origina um ovo ou zigoto, que inicia a geração esporófita correspondente à diplofase.
Do desenvolvimento do ovo surge uma planta adulta, que é a entidade mais representativa daquela geração. O polipódio é um ser haplodiplonte, porque apresenta alternância de gerações.



Sem comentários:

Publicar um comentário