25 de maio de 2010

Magmas Andesíticos

Os magmas andesíticos, formados pela subducção de uma placa oceânica sob uma placa continental, contêm cerca de 60% de sílica e bastantes gases dissolvidos. A sua composição depende da quantidade e da qualidade do material rochoso do fundo oceânico que sofre subducção. O material de que resulta o magma andesítico inclui água, sedimentos depositados ricos em argila e material rochoso com origem na crusta oceânica e na crusta continental, que aprofunda quando a placa é subductada. A água fica sujeita a condições de pressão e temperatura elevadas, facilitando a fusão dos materiais rochosos que originam magmas com diferentes composições.
As rochas magmáticas formadas a partir de magmas andesíticos são mais ricas em sílica do que as rochas que têm origem nos magmas basálticos, e incluem um mineral do grupo dos feldspatos, a andesite. De acordo com o local em que ocorre a sua consolidação, os magmas andesíticos formam andesitos, quando consolidam à superfície ou próximo dela, ou dioritos, quando consolidam em zonas profundas. Os magmas andesíticos estão relacionados com zonas vulcânicas.



 


Reflexão: Estes tipo de magmas contém maior teor em silica do que o magma basáltico. Se este magma consolidar em profundidade, originam rochas chamas dioritos; se consolidar à superfície, formam-se rochas com o nome de andesitos.

Sem comentários:

Publicar um comentário