26 de fevereiro de 2010

UMA PALETE CELESTIAL DE AZURITE OU DE MALAQUITE?

Miguel Ângelo e muitos outros pintores dos séculos XV e XVI usaram nas suas pinturas pigmentos resultantes da pulverização do mineral azurite. Miguel Ângelo desconhecia, contudo, que esse mineral se transformava, ao longo dos tempos, num outro chamado malaquite, de cor verde. Essa alteração nos frescos da Capela Sistina constituiu um dos motivos que levaram a um restauro dessa capela. A azurite pode ainda ser utilizada em cosmética para pintura azul dos olhos.







Fonte: Silva, A. ; Gramaxo F.; Santos M. ; Mesquita A. E Baldaia L. Porto Editora (2003), “ Terra, Universo de Vida”, Geologia -11ºano.

Sem comentários:

Publicar um comentário