2 de março de 2010

DESTRUIÇÃO DA ILHA DA FUZETA

Só nos últimos dias, dez casas foram destruídas pelo mar, na Ilha da Fuzeta, em Olhão. Ventos fortes, mar agitado e marés vivas estão a 'adiantar serviço' à prometida renaturalização, a cargo do Ministério do Ambiente.
Embora ainda sem data marcada, já se sabia que as casas da Ilha da Fuseta seriam para ir abaixo, mas o Inverno rigoroso tem estado a contribuir para demolir algumas das habitações mais junto ao mar, devido à força das ondas.
Só na última madrugada, desapareceram cinco casas, elevando para 10 o total, segundo fonte da Administração da Região Hidrográfica do Algarve (ARH). O número de habitações destruídas pelo mar, desde 2008, eleva-se agora para 28, restando menos de 60.
Segundo um recenseamento efectuado em 2009 por esta entidade, foram identificadas 77 habitações na ilha, mas nenhuma delas servia como residência permanente. É por essa razão, diz a ARH, que todas estas habitações estão na 'lista negra' das demolições.
De acordo com o Ministério do Ambiente (e da Sociedade Polis Ria Formosa, que fez este levantamento) toda a Ilha da Fuzeta, está incluída no plano de renaturalização do Polis Ria Formosa, sociedade criada especificamente para tratar a questão da ocupação das ilhas.


Para uma melhor compreensão deste texto veja o vídeo que se encontra no site referido em baixo.




Fonte: http://aeiou.expresso.pt/grafico-animado-veja-o-que-o-mar-destruiu-na-ilha-da-fuzeta=f565734

Sem comentários:

Publicar um comentário